Tamanho da fonte: Diminui fonte Aumenta fonte
08/ago/2013

Prêmio da ONU

Alunos da USP ganham prêmio da ONU. Projeto oferece ferramenta de gestão hospitalar e venceu por promover conteúdo digital inovador

A Kidopi, empresa fundada por ex-alunos do curso de Informática Biomédica da USP Ribeirão Preto, ganhou a fase nacional do World Summit Award (WSA), prêmio global da Organização das Nações Unidas (ONU) para promover os melhores e mais inovadores conteúdos no universo digital.

Vencedor da categoria e-Health & Environment, a empresa ganhou o prêmio pelo projeto HealthBI, que oferece a gestores hospitalares o acesso, em tempo real, a indicadores e ferramentas de gestão inteligente. Além disso, permite identificação de gargalos de ineficiência, podendo planejar ações que atendam demandas futuras e aperfeiçoar o fluxo hospitalar.

O HealthBi se originou de dois trabalhos de doutorado da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP. Um deles é Análise dos fatores associados à resolutividade e tempo de espera no processo de Regulação Médica através de uma plataforma web, de Mario Sérgio Adolfi Junior, e Desenvolvimento de Indicadores Gerenciais para Tomada de Decisão em uma Unidade de Emergência Hospitalar, de Hugo Cesar Pessotti. Ambos foram orientados pelo professor Antonio Pazin Filho, chefe da divisão de emergências clínicas do Departamento de Clínica Médica da FMRP.

HealthBI já gerencia sistemas em grandes hospitais

Segundo Mario Sérgio Adolfi Junior, com o HealthBI, todos os dados do cotidiano da instituição de saúde são trabalhados com ferramentas de modelagem matemática, aprendizado de máquina e outras técnicas computadorizadas, fazendo com que o HealthBI seja uma ferramenta que permita uma série de mudanças na gestão hospitalar.

"Esse prêmio vem como um grande apoio em nossa estratégia de investir pesado em inovação, tendo sempre como norte prover as melhores soluções que tragam beneficio à população. O HealthBI encontra-se em processo de implantação em alguns hospitais de grande porte, porém, como o contrato ainda não foi fechado, não podemos divulgar os nomes ainda".

Tanto Junior quanto Pessotti fazem parte da equipe da Kidopi, que está instalada na SUPERA, incubadora de empresas de base tecnológica, resultante da parceria entre a USP, Prefeitura de Ribeirão Preto, SEBRAE e FIPASE - Fundação Instituto Polo Avançado de Ribeirão Preto. A Kidopi atua na área de gestão hospitalar, informatização de clínicas e consultórios, regulação médica de urgência e emergência e suporte a pesquisas acadêmicas. Mais informações: (16) 3966-2383 / 3602-4730.

Portal: www.ribeirao.usp.br